Notícias

Esse canal é atualizado de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. Nele você encontra notícias sobre a empresa e os boletins enviados para a imprensa.

Para informações de tráfego, consulte o Twitter e o mapa interativo do site.
Assessoria de imprensa:
(45) 3218-2900 / 9 9951-7271
imprensa@ecocataratas.com.br   

Ecocataratas é modelo em gestão e valor humano

Publicado em 14 de out de 2021 às 09:00

As empresas do Grupo EcoRodovias estão entre as melhores do Brasil para trabalhar e construir uma sólida trajetória profissional, basta saber aproveitar e se agarrar às oportunidades. O grupo é destaque nas principais publicações nacionais, bem ranqueado na Revista Exame, Você S/A e Isto É.

E a Ecocataratas faz parte dessa história e deste grupo, classificado como um dos maiores em infraestrutura logística do Brasil e do mundo. Não é por acaso que o período médio de permanência dos colaboradores na concessionária é de 5 anos e 8 meses.

“A Ecocataratas apresenta baixa rotatividade, devido ao bom clima de trabalho, engajamento, respeito à pessoa e transparência em seus processos, além dos benefícios, pagamentos em dia e escalas de trabalho bem tabuladas, beneficiando toda a equipe”, descreve Cristhiany Aparecida Pereira Rodrigues, analista de Recursos Humanos da Ecocataratas.

A concessionária sediada em Cascavel e responsável pelo trecho de 387,1 quilômetros da BR-277, entre Guarapuava e Foz do Iguaçu, tem 316 colaboradores, onde adota uma postura na busca de diversidade ampla em seu quadro de colaboradores, sendo 159 homens, 157 mulheres e destes, nove pessoas com deficiência. Desde o início da concessão, o programa Jovem Aprendiz abriu oportunidade a 45 jovens, sendo que nove foram efetivados. Colaboradores terceirizados somam 677. O mais recente levantamento mostra que são 993 empregos diretos e indiretos gerados pela Ecocataratas.

 

Determinação e foco

Uma vida movida por desafios. Assim pode ser descrita a trajetória do engenheiro civil e diretor superintendente da Ecocataratas, Silvio Caldas. Antes de contar um pouco da ascensão profissional, é preciso abrir parênteses para revelar sua real fonte de inspiração: dona Orlandina Dal Pont Caldas, mãe do atual diretor. “Quando meu pai faleceu no fim da década de 1970, eu e meus irmãos éramos crianças. Foi um duro golpe, mas minha mãe não desanimou e lutou muito para dar educação e um futuro para os filhos”, recorda. “Ela [mãe do Silvio] é uma pessoa que sempre procurou fazer o bem e isso serviu de espelho em minha vida pessoal e profissional”. O sonho de ser engenheiro se transformou em realidade no ano de 2000, quando se formou em Engenharia Civil pela Unioeste.

As portas da Rodovia das Cataratas, abriram-se para Silvio Caldas em junho de 2000. “Um dos colegas de turma na faculdade que estagiava na concessionária falou-me sobre uma vaga disponível para estágio na área de engenharia. Fiz a inscrição, participei do processo seletivo e recebi a notícia que havia sido aprovado”, relembra, que em fevereiro de 2001 passou de estagiário a colaborador efetivo da empresa.

Na mesma época, Silvio Caldas teve aprovação em um mestrado de Cálculo Estrutural, com bolsa de estudos em Santa Catarina. “Balancei na época entre trabalhar e continuar estudando, mas gostei tanto da área rodoviária que decidi ficar e aceitar o desafio na empresa”. Logo no início, Silvio assumiu a área de conservação de rodovias na regional entre Cascavel e Guarapuava. Transcorrido certo tempo, assumiu também a área de obras, acumulando funções. Em 2004, passou a coordenar a área de planejamento, obras e conservação e foi assim até 2008, quando a empresa passou para as mãos do grupo EcoRodovias, transformando a Rodovia das Cataratas em Ecocataratas. Em 2012, recebeu o convite para assumir a gerência da engenharia, se deparando com o desafio de duplicar o trecho da BR-277 entre Medianeira e Matelândia. “Foi um período agregador e de muita experiência absorvida”. Em 2018, recebeu a promoção de diretor superintendente, cargo assumido na Ecosul, unidade do Grupo no Rio Grande do Sul e em 2019, retornou para o Paraná para assumir a cadeira de diretor superintendente das concessionárias: Ecocataratas e Ecovia.

Para ele, toda a trajetória no grupo só foi possível graças ao alinhamento e harmonia existente entre a equipe de colaboradores. “Os profissionais da empresa são os nossos maiores ativos”, destaca. “Tenho orgulho da minha equipe e do comprometimento mostrado dia a dia, tanto da Ecocataratas como da Ecovia”, resume Silvio Caldas.

 

Primeiro e único trabalho com carteira assinada

Com 21 anos de “casa”, o coordenador de Conservação da Ecocataratas, Irani Junior, conta como surgiu a oportunidade de fazer parte da empresa. Em 2000, ele atuava na área de instalações elétricas como autônomo. “Na ocasião, abriu uma vaga para cobrir férias de um profissional da área de eletrotécnica na concessionária. Fui indicado por um amigo que trabalhava em uma loja de materiais elétricos e depois da entrevista no Recursos Humanos, recebi o convite para trabalhar de forma temporária”, relembra.

A história de Irani Junior, formado em eletrotécnica e engenharia civil, é dividida em duas etapas: foram 17 anos dedicados aos serviços técnicos e quatro anos na engenharia, passando pelas funções de auxiliar de serviços gerais, auxiliar de manutenção, técnico eletricista I e II, coordenador de manutenção elétrica, supervisor de manutenção, supervisor de serviços técnicos, engenheiro JR e agora, por fim, coordenador de conservação.

“Me surpreendo ao fazer as contas e descobrir que já são mais de 20 anos na empresa. Quando entrei, ainda tinha cabelos [risos]”, brinca Irani Junior. “Trabalhar com o que você gosta é prazeroso. Todos os dias encaro como se fosse o primeiro na empresa. Trabalho de forma a equilibrar os valores da empresa, que são a colaboração, ética, foco nos resultados, iniciativa e sustentabilidade”.

Para Irani Junior, é fundamental colocar-se à disposição para gerar bons resultados à equipe, construindo pontes de diálogo entre os setores e órgãos externos. O maior desafio profissional foi o de encarar a experiência de fazer parte dos colaboradores da Ecosul e assumir a coordenação da conservação rodoviária. “Quarenta anos depois, precisei ficar longe da minha família, justo em um momento bastante delicado, diante da perda do meu pai. Me senti em casa na Ecosul. Após 18 meses, retornei para a Ecocataratas”, recorda.

Para saber mais informações sobre a Ecocataratas acesse o site www.ecocataratas.com.br, por meio do Twitter: @ecocataratas ou no Instagram: @ecocataratas_ acompanhe as nossas redes sociais e fique bem informado. Para entrar em contato com a concessionária ligue para o 0800 345 0277.